• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Contato
  • Uma Mulher Na Escuridão - Charlie Donlea - Faro Editorial!!


    Sinopse:
    Ao limpar o escritório de seu pai, falecido há uma semana, a investigadora forense Rory encontra pistas e documentos ocultados da justiça que a fazem mergulhar num caso sem solução ocorrido 40 anos atrás. No verão de 1979, cinco mulheres de Chicago desapareceram. O predador, apelidado de Ladrão, não deixou nenhum corpo ou pista — até que a polícia recebeu um pacote enviado por uma mulher misteriosa chamada Angela Mitchell, cujas habilidades não-ortodoxas de investigação levaram à sua identidade. Mas antes que a polícia pudesse interrogá-la, Angela desapareceu. Agora, Rory descobre que o Ladrão está prestes ser posto em liberdade condicional pelo assassinato de Angela: o único crime pelo qual foi possível prendê-lo. Sendo um ex-cliente de seu pai, Rory reluta em representar o assassino, que continua afirmando não ser o assassino de Angela. Agora o acusado deseja que Rory faça o que seu pai prometeu: provar que Angela ainda está viva. Enquanto Rory começa a reconstruir os últimos dias de Angela, outro assassino emerge das sombras, replicando o mesmo modus operandi daqueles assassinatos. A cada descoberta, Rory se enreda mais no enigma de Angela Mitchell, e na mente atormentada do Ladrão.Traçar conexões entre passado e presente é a única maneira de colocar um ponto final naquele pesadelo, mas até Rory pode não estar preparada para a verdade...







    Resenha:


    Rory Moore é uma investigadora forense e especialista em reconstruções de cenas de crimes que consegue visualizar o mais ínfimo dos detalhes, ela passa seus dias revendo alguns casos para ver o que a polícia e os investigadores podem ter esquecido.
    Quando o pai de Rory morre, ela precisa interromper o seu trabalho, Rory é uma parceira não oficial no escritório de advocacia do pai, (ela tem seu diploma de direito, mas não pratica), por esse motivo Rory é responsável por distribuir seus casos para outros advogados. Mas há um caso que ela se depara que não pode deixar passar, o nome do caso é O Ladrão, um caso que aconteceu há 40 anos, que está prestes a ganhar a liberdade condicional.

     No final dos anos 1970 a cidade de Chicago foi abalada pelo desaparecimento de cinco mulheres jovens. Seus corpos nunca foram encontrados e a polícia não encontrou pistas, então o autor foi apelidado de O Ladrão pela mídia. Foi necessária uma pesquisa meticulosa e esse trabalho de investigação foi feito por uma mulher autista chamada Angela Mitchell (embora naquela época ninguém soubesse o que era autismo, então ela foi rotulada mentalmente doente) para ajudar a polícia a resolver o caso e identificar o agressor. Mas Angela desapareceu antes que a polícia descobrisse como reuniu todas essas informações, curiosamente este foi o único crime ao qual o Ladrão foi condenado: o assassinato de Angela.

    Quarenta anos depois, O Ladrão está prestes a ganhar em liberdade condicional justamente pelo o assassinato de Angela. Rory não consegue entender por que seu pai se interessou tanto pelo caso dele a ponto de representa-lo por tantos anos, que até chegou a concordar em administrar suas contas bancárias  por que ele estava na prisão. Mas quanto mais Rory estuda o caso e o trabalho que seu pai fazia em nome de O Ladrão, mais ela descobre segredos que nunca imaginara encontrar, além da ligação entre seu pai e Angela Mitchell, agora ela tentar montar este quebra-cabeça e descobrir os motivos do desaparecimento de Angela.

    O autor Charlie Donlea mais uma vez consegue criar uma trama envolvente, uma história com muitas reviravoltas, umas esperadas e outras que acabam nos surpreendendo. A narrativa alterna principalmente entre Rory nos dias atuais e Angela no final dos anos 1970, com algumas aparições periódicas de O Ladrão.
    Todos os saltos no tempo e os vários pontos de vista fornecem aos leitores muitas informações, assim o autor cria suspense diferente, que leva o leitor a querer saber não só a identidade do assassino como o que acontecerá a seguir, Donlea coloca os leitores diretamente nas cenas, uma história intrigante, com personagens bem construídos, outro ponto positivo do autor é ter criado personagens com autismo e a maneira sutil e realista que ele abordou o assunto.
    Donlea sabe muito bem criar um ótimo suspense, e isso, junto com alguns personagens inesquecíveis, faz dele um livro que vale a pena ler, a cada página virada fica quase impossível largar o livro, desta maneira aguardamos não só outros livros do autor como também mais histórias com Rory Moore.




    Trilha sonora da resenhaJamiroquai - Deeper Underground







    Sobre o autor:



    Charlie Donlea vive em Chicago com sua esposa e dois filhos. Um de seus hobbies é pescar em lugares praticamente desertos do Canadá. Essas viagens por estradas paradisíacas inspiraram o cenário para o seu livro de estreia. Ávido leitor, é também apaixonado. Quando decidiu escrever seu primeiro livro, ele se preparou para produzir algo como tudo o que gosta de encontrar nos seus filmes e livros prediletos: uma história capaz de deixar o leitor refletindo sobre ela por muito tempo.




















    6 comentários :

    1. Oi
      nunca li nada do autor,mas ando lendo resenhas bem positivas desse livro, parece ser um bom mistério, fiquei curiosa para saber se essa Angela está viva.

      http://momentocrivelli.blogspot.com

      ResponderExcluir
    2. Oi, excelente sua resenha! Fiquei muito interessado em ler a obra, gosto de livros com essa temática. Abraços!

      https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    3. Oiii

      Só escuto elogios sobre o Donlea pelas redes, tenho os quatro livros dele publicados, mas por falta de tempo ainda não consegui ler nenhum. Pretendo ler pelo menos A Garota do Lago nos próximos meses.

      Beijos, Ivy

      www.derepentenoultimolivro.com

      ResponderExcluir
    4. Oi Marco,
      Também super curti a maneira que ele abordou o autismo.
      É um suspense que entretém bastante, apesar que adivinhei boa parte hehe

      até mais,
      Canto Cultzíneo

      ResponderExcluir
    5. Como fã assumida do trabalho do autor, não vejo a hora de poder conferir este último livro dele.
      Charlie é mestre em construir cenários únicos e com isso de colocar o leitor em dúvida o tempo todo, até no final.
      Lerei!!!
      Beijo

      ResponderExcluir
    6. Oie Marco!

      Suspense não é um gênero que eu leio com frequência, mas como já li muitas coisas positivas desse livro estou bem curiosa para conhecer a escrita do autor.

      Beijos;***
      Ariane Reis | Blog My Dear Library.


      ResponderExcluir