• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Contato
  • A Vida em Tons de Cinza - Ruta Sepetys - Editora Arqueiro




    Nesse livro temos como protagonista principal Lina Vilkas, uma jovem lituana de apenas 15 anos, talentosa artista, pois apesar da pouca idade os seus desenhos eram surpreendentes e teria um belo futuro como pintora, já que seu talento indiscutível tinha sido descoberto e já era considerada uma promessa na pintura, logo ela estaria em uma escola de artes na Capital da Lituânia para aperfeiçoar o seu talento.
    Mas Lina vê o seu sonho interrompido quando, em uma noite, os agentes da NKVD invadem sua casa e a levam junto com sua família para serem deportados, eles juntamente com outras famílias foram jogados em vagões de porcos, Lina logo descobre que seu pai, Kostas Vilkas, se encontra em outro vagão, que o destino de todos seria a Sibéria e que são acusados de traição ao governo. A mãe de Lina, que se chama Elena, tem uma força interior admirada por todos. Ela acredita que um dia estará novamente com seu marido. Lina retrata tudo que vê em seus desenhos, que para não ser pega esconde no forro de sua mala; pois ela busca mandar notícias para seu pai enviando - os em lenços, casca de árvores e cartas com a sua localização; já que acredita que um dia chegará a ele, passando pelas mãos das pessoas que estão na mesma situação que sua familia.
    Lá todos sofrem maus tratos e vivem em um gulag (sistema de campos de trabalhos forçados para criminosos, presos políticos e qualquer cidadão em geral que se opusesse ao regime ditatorial da União Soviética), Lina acaba conhecendo Andrius Arvydas, um garoto da mesma idade dela,e coração bom,seu pai, Petras Arvydas, era um um oficial do Exército Lituano, Andrius é obrigado a ver a sua mãe se sacrificar, sendo abusada pelos guardas, para que ele tenha a vida poupada.
    Após alguns meses na Sibéria, eles são transportados para o Circo Pólar Ártico, bem perto do fim do mundo, onde o frio é incessante e impiedoso. Andrius e sua mãe não vão com eles, mas promete encontrá-la onde ela estiver.
    A autora Ruta Sepetys, nos mostra uma história impressionante, que aconteceu na União Soviética sobre os povos bálticos, e relata o horror vivido por povos da Lituânia, Letônia e Estônia que tiveram um terço de seu povo exterminado por ordens de Stalin, um que recomendo e que fará muitos refletirem sobre as barbaridades e sobre o poder do amor.
     
     
     
    "O caminhão parou em frente ao hospital. Todos pareceram aliviados, acreditando que os agentes iriam cuidar do ferimento do careca. Mas não. Eles estavam esperando. Uma mulher que também constava da lista estava dando à luz um bebê. Assim que o cordão umbilical fosse cortado, os dois seriam jogados dentro do veículo."
     
     
     
    Segue abaixo sinopse do livro:
     
     
     
     
    Sinopse - A Vida em Tons de Cinza - Ruta Sepetys
     
     
    1941. A União Soviética anexa os países bálticos. Desde então, a história de horror vivida por aqueles povos raras vezes foi contada. Aos 15 anos, Lina Vilkas vê seu sonho de estudar artes e sua liberdade serem brutalmente ceifados. Filha de um professor universitário lituano, ela é deportada com a mãe e o irmão para um campo de trabalho forçado na Sibéria. Lá, passam fome, enfrentam doenças, são humilhados e violentados. Mas a família de Lina se mostra mais forte do que tudo isso. Sua mãe, que sabe falar russo, se revela uma grande líder, sempre demonstrando uma infinita compaixão por todos e conseguindo fazer com que as pessoas trabalhem em equipe. No entanto, aquele ainda não seria seu destino final. Mais tarde, Lina e sua família, assim como muitas outras pessoas com quem estabeleceram laços estreitos, são mandadas, literalmente, para o fim do mundo: um lugar perdido no Círculo Polar Ártico, onde o frio é implacável, a noite dura 180 dias e o amor e a esperança talvez não sejam suficientes para mantê-los vivos. A vida em tons de cinza conta, a partir da visão de poucos personagens, a dura realidade enfrentada por milhões de pessoas durante o domínio de Stalin. Ruta Sepetys revela a história de um povo que foi anulado e que, por 50 anos, teve que se manter em silêncio, sob a ameaça de terríveis represálias.

    30 comentários :

    1. Esse livro parece ser muito bom, é a primeira resenha dele e fiquei muito interessada, entrou pro incio da minha fila interminável de desejos literários rsrsr
      Bjos

      ResponderExcluir
    2. Boa noite Fernanda,

      Esse livro é fantástico e impressionante, você irá gostar muito dele...abçs.

      ResponderExcluir
    3. Que resenha bacana!

      Parabéns, Marquinho!

      ResponderExcluir
    4. Oie
      Parece ser uma história muito comovente. Pretendo ler em breve, assim que a pilha diminuir rs
      bjos

      ResponderExcluir
    5. Parabéns pela resenha Marco! Estou ansiosa para ler A Vida em Tons de Cinza! Abraços!

      ResponderExcluir
    6. OLá Jaqueline,

      A história é surpreendente, você irá gostar muito...abçs.

      http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    7. OLá Vanessa,

      O livro é exelente, você irá gostar muito..abçs.

      ResponderExcluir
    8. Oi, Marco

      Esta é a segunda resenha que leio deste livro e sinto muito desejo de ler, primeiro porque amo livros relacionados a fatos históricos e segundo porque fala da segunda guerra em uma nova perspectiva - foge do usual judeus/Alemanha.

      www.amorporclassico.com

      ResponderExcluir
    9. Oii, tudo bem? É minha primeira vez aqui no blog, gostei muito parabéns. Gostei muito da resenha e fiquei bem curiosa. Espero ter a oportunidade de ler em breve.

      Se quiser passa lá no blog:
      www.viagem-imaginaria.blogspot.com

      Beijos

      ResponderExcluir
    10. Já li algumas resenhas desse livro, ele parece ser muito bom!
      No momento estou fugindo de livros que fale sobre guerra, porém fica a dica para uma próxima leitura!

      Bjs

      ResponderExcluir
    11. Esse livro parece ótimo, já faz um tempinho que quero ler. Boa resenha.

      Estou seguindo aqui também.

      Beijos

      ResponderExcluir
    12. Oi Marco!
      Adorei sua resenha e so confirmou que este livro é maravilhoso e que eu devo ler ele logo. Gosto muito de livros assim!

      Beijinhos*
      http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

      ResponderExcluir
    13. Não conhecia a resenha desse livro e a estoria parece ser bem interessante
      Gostei bastante eu sempre contumo ler sobre a Alemanhã, acho que vou pegar esse para conhecer outra estoria

      Beijos
      @pocketlibro
      http://pocketlibro.blogspot.com

      ResponderExcluir
    14. Só pela sutileza do título já me encantou...que lindo deve ser a leitura!!! Amei a dica. Beijinhos

      ResponderExcluir
    15. Oi, tudo bom?
      No começo achava que este livro era muito ruim, e nem me atrevia a cogitar a idéia de le lo.
      Mas com o passar das resenhas, me senti profundamente arrependida, quero muito hoje em dia poder ler ele.
      Otima resenha.
      Território das garotas
      @territoriodg
      Bjss *-*
      Passa lá no blog?
      http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    16. gostei da sua resenha, o livro parece ser bem bacana. lega!!!

      ResponderExcluir
    17. Olá, tudo bom ?
      Minha primeira visita aqui e adorei tudo.
      Continue assim, espero voltar mais vezes.


      Vejo algumas pessoas falando muito bem do livro, gostei muito da sua resenha.

      Abraço
      Caio Rodrigues

      Se puder visitar meu blog...
      http://linhasdeencanto.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    18. Oi!
      Eu tenho uma certa curiosidade, quanto a ler este livro!
      E sua resenha, me deixou mais instigado.
      Amei a resenha!
      Abraço...

      "Palavras ao Vento..."
      www.leandro-de-lira.com

      ResponderExcluir
    19. Outra história chocante e forte, que nos faz ficar indignados, pela ação absurda de homens que ambicionam o poder acima de tudo. O livro chamou bastante minha atenção e vou procurar por ele pra ler. Adorei.

      ResponderExcluir
    20. Eu também adorei esse livro a história é comovente sem ser piegas. Uma história chocante narrada de maneira bem direta mas emocionante.

      ResponderExcluir
    21. Pelo que vi na capa, o livro deve ser otimo, li a resenha e comprovei que e muito bom.

      ResponderExcluir
    22. Pelo que vi na capa, o livro deve ser otimo, li a resenha e comprovei que e muito bom.

      ResponderExcluir
    23. Resenha muito boa, nos colocando no clima do livro, despertando o interesse de quem lê, vale a pena dar uma conferida.

      ResponderExcluir
    24. O tema promete, deportação e maus tratos a estrangeiros, jogadas políticas, quero ler pois esse conjunto de situações tem tudo para tornar o livro instigante e interessante.

      ResponderExcluir
    25. O livro parece ser bem legal, com tema forte e comovente...

      ResponderExcluir
    26. O livro parece ser bom...com certeza vou ler

      parabéns pelo blog
      beijos

      ResponderExcluir
    27. Gosto de chorar com narrativas, incrível essa minha veia masoquista, rsrs. Sou sensível demais a dramas reais, especialmente. Imaginar que isso aconteceu, que pessoas são tratadas de forma cruel e desumana me arranca o coração. Passo dias digerindo a história e sofrendo. COmo somos felizes por viver num país pacífico! Crianças e idosos não são poupados de barbáries de guerra.
      Quero ler, quero saber, quero acompanhar essa dor.

      ResponderExcluir
    28. O diferencial desse livro é a nacionalidade das personagens. Não me lembro de ter lido algo sobre guerra, ou ditadura, em que as personagens eram lituanas. Deve ser uma história bem densa e forte. Não me apetece muito.

      @_Dom_Dom

      ResponderExcluir
    29. A capa tão simples para uma história tão triste e forte, gostei do enredo!
      Não conhecia o livro!
      Bjkas

      ResponderExcluir